UM SALTO NO ABISMO

by 4.12.15 5 comentários
Pintura "Mulher chorando", de Pablo Picasso.


I

Teus lábios tão escuros — negros —
são noites sem lua,
e não há noites como a tua
tão repletos de segredos.

Sei que te atormenta o medo
do lançar-se no vazio desconhecido,
de ter o peito ainda mais ferido
ao chocar-se, no fundo, em meus rochedos.

Mas lança-te sem qualquer receio
que a vida é assim — escura —,
não te preocupa com a altura
que o fundo é um volumoso seio.

II

Senta do meu lado e diga,
onde dói?
Onde se encontra a ferida?

Em meu peito,
ela dizia,
uma dor cortante e fria.

Sinto aqui dentro
um aperto,
uma agonia.

E seu sorriso
se tornara noite,
não mais um ensolarado dia.

III

Um corpo lançado ao abismo.
Partícula em queda livre
num poço de aforismos,
achismos e pragmatismo.

IV

Teu sorriso parece me ferir
como uma navalha de lâmina enferrujada
a rasgar a carne vil dilacerada
dos golpes que insiste em desferir.

Mas continue sorrindo, ainda assim.
Sorria forçosamente para mim
que teu sorriso é luz celestial,
é noite de festa, de carnaval;
presente dos anjos — dos serafins.

V

Durma comigo essa noite.
Comprei para nós
um filme de amor.

Deita em meu peito,
lhe peço,
sinto saudades — confesso —,
do teu abraço abrasador,
do teu calor,
do teu regresso.

Saudade dos teus lábios escuros
— tão negros —,
dos teus segredos.

Durma comigo essa noite.
Prometo fazer-te esquecer
dos teus medos. 

Dênis Girotto de Brito

Escritor

Poeta e contista, autor do livro "Os três lados da moeda: vida e morte em poesia" e colaborador em diversas antologias de contos.

5 comentários:

  1. Belíssimo poema! Parabéns!!! Abraços fraternais! Ana www.janelasingular.com.br

    ResponderExcluir
  2. Primorosa poesia, Girotto. Cheia de vitalidade e sentimentos. Rimas ricas e inventivas. O perfeccionismo de sempre. Que 2016 te traga novas e inesgotáveis inspirações.

    Tematicamente, realizei uma poesia semelhante em 2014 e seria uma imensa honra se você pudesse contemplá-la com todo o seu conhecimento.

    http://omundoemcenas.blogspot.com.br/2014/05/fale-com-ela.html

    Abraços poeta!

    ResponderExcluir
  3. Ótima, linda demais essa poesia. Parecendo uma poesia antiga dos grandes nomes, Castro Alves, Alvares de Azevedo... Demais, poeta! Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, achei seu texto maravilhoso ! Que poetico, que amor !

    Adorei o blog ! Parabéns.. esta tudo lindo ! Volto mais vezes !

    Seguindo ...

    http://pescando-estrela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© 2014 O Poeta e a Madrugada Traduzido Por: Girotto Brito - Designed By Girotto Brito.