O GRÃO

by 27.5.11 0 comentários

Semeio o grão sob a lua
Rego a terra em brisa matutina
Olho, cuido, zelo
Aguardo o raiar da luz vespertina
O clima
Bendito seja o clima

A vida brotando da terra
Aos poucos vai tomando forma
Forma de grão
Forma de planta
Forma de gente
Quando, de repente
Surge o limiar da criação
Soberba natureza divina

A cada primavera um tamanho diferente
A cada rotação aprecia-se a obra

Sublime perfeição!

Então,
Um dia surge uma nova semente
E novamente semeio
Sob a luz da lua
Ou em brisa matutina.

{Girotto Brito}
Bragança, Pará, 20 de outubro de 2010

Dênis Girotto de Brito

Escritor

Poeta e contista, autor do livro "Os três lados da moeda: vida e morte em poesia" e colaborador em diversas antologias de contos.

0 comentários:

Postar um comentário

© 2014 O Poeta e a Madrugada Traduzido Por: Girotto Brito - Designed By Girotto Brito.